Como se inscrever e quais os benefícios do Minha Casa Minha Vida?

Muitos são os programas sociais instituídos para ajudar famílias em situação de pobreza e renda mais baixa, onde o governo procura ajudar esse público.

No governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi uma grande conquista, possibilitando que famílias de baixa renda tivesse a oportunidade de ter acesso à um imóvel próprio. Se trata de um programa do Governo Federal, juntamente com a Caixa Econômica Federal, com o intuito de ajudar os brasileiros a realizarem o sonho da casa própria.

Todos os critérios para a contratação do programa são estipulados pela Caixa Econômica, que possibilitará seu financiamento habitacional. Uma das grandes vantagens é o pagamento a longo prazo, com extensão de até 360 meses, ou seja, até 30 anos para o fim do pagamento. Outra vantagem são os juros mais baixos, sendo a partir de 5% ao ano, o que acaba por ser mais acessível ao público alvo do programa.

Você também tem a possibilidade de fazer o uso de seu FGTS para o pagamento das parcelas, para a entrada do financiamento e também para reduzir seu saldo devedor.

Para realizar seu cadastro, basta se dirigir à uma agência da Caixa Econômica Federal, onde você deverá levar todos os documentos necessários, como seus documentos para identificação, RG e CPF, seu comprovante de renda e FGTS, e também seu comprovante de estado civil.

Logo após, você pode ir até uma instituição de empreendimento imobiliário vinculado ao programa. Ou seja, imóvel urbano, edificado em alvenaria, livre do ônus e também é preciso que o mesmo possua a autorização do cartório de registro de imóveis. É preciso também que seja apresentada na ficha de matrícula uma averbação de toda a área construída, para que assim possa passar por uma avaliação física.

O que muita gente acaba não sabendo é que é possível você simular seu financiamento habitacional pela internet através do aplicativo da Caixa Econômica Federal. Para que seja feito o cadastro, tenha em mãos os documentos citados acima, pois os mesmos deverão ser enviados por meio de fotos para o aplicativo para análise de seu cadastro.

Confira abaixo um guia para o uso do aplicativo, para que não haja dúvida e dificuldade.

Baixe o aplicativo e ao abrir clique na opção ‘’Ok, vamos começar’’. Logo após, aparecerá a opção ‘’simulador’’, clique para iniciar o processo. Assim que fizer isso você verá as opções de preenchimento do que foi dito acima, como os valores, taxas, entrada e outras opções que você deverá preencher para que seja feita a simulação.

O programa está em funcionamento desde o dia 25 de março do ano de 2009, onde pelo menos 4,2 milhões de casas foram entregues. Estima-se que pelo menos 1.000 imóveis sejam feitos por dia, ou seja, cerca de 17 casas a cada hora. Os números são impressionantes e já ajudou milhões de brasileiros.

Programa Minha Casa Minha Vida:

Faixa 1: A renda deveria ser até R$ 1,8 mil

Faixa 1,5: A renda deveria ser até R$ 2,6 mil

Faixa 2: A renda deveria ser de até R$ 4 mil

Faixa 3: A renda deveria ser entre 4 mil e R$ 7 mil

Nesse programa, as pessoas que faziam parte da faixa 1, ou seja, que possuíam uma renda de até 1,8 mil acabavam recebendo subsídios para a compra da casa, com parcelas variando entre 80 e 270 reais.

Faixa 1,5: Possui uma taxa de 5% de juros, caso não seja cotista do FGTS, caso seja a taxa é de 4,5%

Faixa 2: Possui uma taxa de 5,5% de juros até 7% caso não seja cotista do FGTS, caso seja a taxa de juros é de 5% até 6,5%

Faixa 3: Possui uma taxa de 8,16% de juros, caso não seja cotista do FGTS, caso seja a taxa é de 7,66%

Recentemente, o novo governo do atual presidente da república, Jair Messias Bolsonaro, irá fazer a substituição do programa, agora chamado de ‘’Casa Verde e Amarela’’, onde sofrerá algumas mudanças positivas, para beneficiar cada vez mais a população. A medida provisória para o novo programa foi pedida em agosto de 2020, tendo como limite para ser aprovada em fevereiro de 2021 para que sua validade não fosse perdida.

O novo programa começa com a mudança nas faixas de renda, que agora serão divididos em três grupos, onde a primeira faixa deixa de existir também, onde não possuía juros e aceitava famílias com renda de até 1.800 reais. Agora o primeiro grupo do novo programa aceita famílias com renda de até 2 mil reais, similar à faixa 1,5 do Minha Casa Minha Vida.

Além disso, outra mudança é que no novo programa será permitido que haja reforma nos imóveis, de acordo com a preferência dos donos, o que não é permitido no antigo programa. No Casa verde e amarela também possuirá a regularização fundiária.

Grupo 1: Basta possuir uma renda de até R$ 2 mil

Grupo 2: Basta possuir uma renda entre 2mil reais e R$ 4 mil

Grupo 3: Basta possuir uma renda entre 4 mil reais e R$ 7 mil

Quem for beneficiário do primeiro grupo terá a compra subsidiada e financiada, podendo também solicitar a regularização fundiária.

Grupo 1: Possui uma taxa de 5% a 5,25% de juros, caso não seja cotista do FGTS, caso seja a taxa é de 4,5% a 4,75%

Grupo 2: Possui uma taxa de 5,5% a 7% de juros, caso não seja cotista do FGTS, caso seja a taxa é de 5% a 6,5%

Grupo 3: Possui uma taxa de 8,16% de juros, caso não seja cotista do FGTS, caso seja taxa é de 7,66%

(Beneficiários das regiões norte e nordeste)

Grupo 1: Possui uma taxa de 4,75% a 5% de juros, caso não seja cotista do FGTS, caso seja a taxa é de 4,25% a 4,5%

Grupo 2: Possui uma taxa de 5,25% a 7% de juros, caso não seja cotista do FGTS, caso seja a taxa é de 4,75% a 6,5%

Grupo 3: Possui uma taxa de 8,16% de juros, caso não seja cotista do FGTS, caso seja taxa é de 7,66%

Simulador habitacional Caixa